MongoDB – Parte 1 – Definições e instalação em ambiente Windows.

Fala pessoal, neste artigo vamos falar um pouco sobre o MongoDB (de Humongus, “Gigantesco”) , eu considero uma alternativa muito legal aos bancos normalmente utilizados hoje no mercado e ainda em cenários em que podemos atuar com um banco relacional e um banco NoSql em conjunto.

Nunca utilizei o MongoDB em aplicações reais mas venho utilizando o mesmo nos meus testes e na minha humilde opinião acho bem bacana.

No meu caso, trabalho atualmente com ORACLE e todos sabemos que licenças deste banco são muito caras e as vezes pagas por instância, acho que podemos olhar para o MongoDB e ter nele uma alternativa para aplicações que não necessitem de toda a estrutura que os bancos relacionais proporcionam ajudando assim na economia de sua empresa.

Bem, vamos lá o MongoDB é um banco de dados  NoSql  (Not only SQL) orientado a documentos e que utiliza a linguagem Javascript para manuseio e operações. Vamos utilizar muito a sintaxe JSON (JavaScript Object Notation – Notação de Objetos JavaScript) na escrita de nossos comandos.

Existem diversos Banco de Dados NoSQL hoje, os mais conhecidos são: MongoDB, DynamoDB, Azure Table Storage, Berkeley DB, Cassandra, Hypertable, Amazon SimpleDB, CouchDB, RavenDB, Infinite Graph, InforGrid, etc.

Foi criado em 2007 pela 10Gen e posteriormente comprada pelo Google, hoje em dia se chama MONGO INC, ele foi escrito em C++ e sua interface é em Javascript, isto significa que você irá programar seu banco de dados em JAVASCRIPT então para quem já desenvolve em JS não terá problemas de adaptação.

O impacto para quem está acostumado com os bancos de dados relacionais (SQL SERVER, ORACLE, MYSQL…) é grande, o que faz com que as pessoas tenham um certo receio em optar por essa nova abordagem, mas eu penso que sempre temos que sair da “zona de conforto” e olhar para outras tecnologias, pois nunca sabemos quando uma tecnologia ou outra vai morrer.

A imagem abaixo define bem as diferenças conceituais entre os bancos relacionais e os bancos NoSQL:

mongodb-sql-comparacao-conceitos-termosVamos ver algumas comparações (as duas imagens abaixo foram retiradas do site da microsoft onde foi disponibilizado um estudo bem legal sobre as diferenças entre as duas abordagens) :

nosql-vs-sql-overviewnosql-vs-sql-comparison

Hoje em dia temos grandes empresas que utilizam o MongoDB como o Ebay, CISCO, LinkedIn, Globo no Cartola F.C, MetLife entre outras muitas. Se quiser mais exemplos de empresas que utilizam acesse o site do mongoDb – quem usa?.

O MongoDB possui uma documentação muito rica e repleta de exemplos para entendimento, ela pode ser acessada neste link.

Vamos efetuar a instalação do MongoDB em ambiente windows, para isso acesse o link de downloads do Mongo, eu recomendo baixar o “ZIP Windows x64”, salve ele onde quiser e crie a seguinte estrutura de pasta:

c:\mongodb\

c:\data\db

Extraia o zip e copia a pasta bin para a pasta “c:\mongodb\”.

Agora vamos adicionar a variável de ambiente , clique com o botão direito em Meu Computador, e entre na opção “Propriedades”. Clique em configurações avançadas do sistema, depois em “Variáveis de Ambiente“, localize a variável PATH na caixa de variáveis de usuário, depois clique em Editar e por último coloque o caminho de sua pasta bin. Todos esses passos estão na imagem abaixo:

criar_variavel_ambientePronto, agora temos um ambiente windows pronto para trabalhar com o mongodb, vamos testar, abra um terminal (cmd) e digite o comando mongod

Se tudo correu bem você deverá visualizar a seguinte tela:

mongo1

Está ae nosso servidor MongoDB rodando e aguardando conexões, agora abra outro terminal e digite mongo

mongo2

Agora sim estamos conectados porém toda a vez que estivermos usando o mongo precisamos deixar um cmd aberto com o servidor e outro para trabalhar com a base de dados.

Podemos também instal o mongodb como serviço e assim nunca iremos abrir um cmd e digitar mongod.

Para instalar como serviço siga as intruções abaixo:

  • Abra um prompt de comando;
  • Digite o comando:mongod –dbpath=C:\data\db –logpath=C:\data\db\log.txt –install
  • Aperte o enter.

dbpath é o caminho do banco de dados e logpath é o caminho do log.

mongo3

Acesse os serviços do windows através do RUN (Windows + r) digitando services.msc

mongo4

Pronto! agora pode usar o mongo a vontade sem se preocupar em iniciar o mongod antes.

Para desinstalar o serviço o comando é: mongod –dbpath=C:\data\db –logpath=C:\data\db\log.txt –Remove

Ou para reinstalar use o comando: mongod –dbpath=C:\data\db –logpath=C:\data\db\log.txt –reinstall

No próxima parte deste artigo, vamos criar uma base de dados , uma coleção e  mostrar as principais operações  que usualmente efetuamos em bases relacionais só que agora no MongoDB, vamos falar sobre editores para facilitar a manipulação dos dados  e ainda vou mostar um exemplo de integração com o .NET.

Não vou demorar para publicar, fiquem no aguardo!

As informações acima foram retiradas de sites durante meu estudo sobre o assunto em questão. Abraço e espero que esse artigo possa ser útil e se surgirem dúvidas é só entrar em contato.

Marcelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *